quarta-feira, 1 de abril de 2015

Heliópolis é o primeiro bairro a ser iluminado por LEDs


Ao todo serão 23.850 metros de vias iluminadas, num total de 913 pontos


Foto: Gil Félix/Subprefeitura Ipiranga

De Secom/Ilume
Com cerca de 195 mil habitantes distribuídos numa área de 1 milhão de metros quadrados, o bairro de Heliópolis, localizado na região do Ipiranga, deverá ser o primeiro totalmente iluminado por lâmpadas de LED. A expectativa é que a implantação dos novos equipamentos, que proporcionam melhor reprodução das cores e consomem cerca de 50% menos energia elétrica em relação às lâmpadas de vapor de sódio, tenha início ainda neste semestre.

A informação foi dada pelo prefeito Fernando Haddad no último sábado, 28, durante visita à Vila Brasilina (também região do Ipiranga), por ocasião da ação integrada “Prefeitura no Bairro”, iniciativa que tem levado serviços voltados ao cidadão, intervenções de zeladoria e políticas públicas para os bairros mais distantes e carentes de São Paulo.

De acordo com o Departamento de Iluminação Pública (Ilume), a escolha de Heliópolis é resultado de um estudo iniciado em janeiro, que se encontra em fase final de conclusão, inserido no programa “São Paulo Mais Iluminada”. Ao todo serão 23.850 metros de vias iluminadas (extensão dos logradouros de Heliópolis), num total de 913 pontos.

A remodelação da iluminação de Heliópolis antecede ao lançamento da PPP (Parceria Público-Privada) da Iluminação Pública, próximo a acontecer, que prevê a modernização, expansão e manutenção de toda a rede de iluminação pública da cidade, composta por cerca de 580 mil pontos de luz, por lâmpadas de LED.

Ainda dentro do programa “São Paulo Mais Iluminada”, utilizando-se de recursos do próprio orçamento do Ilume, locais como a Avenida 23 de maio, Marginal Tietê, entorno do Estádio Itaquerão, Viaduto do Chá, entorno da Biblioteca Mário de Andrade, entre outros pontos, também receberam no ano passado iluminação em LED.

Diferenças entre os tipos de lâmpadas utilizadas na iluminação paulistana
Lâmpadas de vapor de mercúrio: possuem luz branca. Tem a mesma durabilidade das lâmpadas de vapor de sódio (cerca de 5 anos), porém perdem a luminosidade em pouco tempo
Lâmpadas de vapor de sódio: possuem luz amarela, apresentam cerca de 60% mais fluxo luminoso e são até três vezes mais econômicos do que as lâmpadas de vapor de mercúrio. Duram cerca de 5 anos.
Lâmpadas de vapor metálico: duram em média 5 anos. Emitem luz branca, possuem maior luminância e reproduzem melhor as cores. Geralmente são usadas em grandes avenidas, parques e praças.

Lâmpadas LED: além de baixa manutenção e alta eficiência energética, outra vantagem do LED é sua longa vida útil, cerca de 12 anos.